HOME

FALE CONOSCO

Consumidores de fast-food subestimam a ingestão de calorias

Da próxima vez que for pedir o Hamburger de dois andares, a porção extra de fritas e o refrigerante grande, leve a calculadora junto, só por garantia. A maioria das pessoas, independentemente da forma física, subestima o conteúdo calórico de suas refeições de fast-food - um grande problema, principalmente numa época em que o tamanho das porções disparou, de acordo com novo estudo.

As pessoas fazem estimativas mais corretas quando tentam determinar o conteúdo calórico de refeições menores, de acordo com trabalho que será publicado nesta terça-feira no periódico Annals of Internal Medicine.

"Não se trata de falta de conhecimento, ou de uma distorção motivacional provocada pelo fato de que as pessoas querem mentir (sobre o quanto comem). É uma distorção da percepção, internalizada e que não conseguimos controlar", disse Pierre Chandon, um dos co-autores do estudo.

O estudo foi dividido em duas partes. Na primeira, pesquisadores pediram a 105 pessoas que comiam fast-food em lanchonetes dos EUA que estimassem o número de calorias que acreditavam estar consumindo. Na segunda parte, pediu-se que 40 estudantes universitários estimassem o número de calorias em 15 porções diferentes de fast-food. As porções, variando de 445 a 1780 calorias, consistiam de nuggets de frango, fritas e refrigerante em diferentes quantidades.

Os resultados foram parecidos, não importando o peso dos voluntários ou o sexo, disseram os pesquisadores.

Chandon, em entrevista à Associated Press, sugere que as pessoas dividam suas porções em componentes diversos e tentem estimar as calorias de cada parcela, em vez de olhar para o prato todo de uma vez